Certificado Digital

Transparência

Serviços

Notícias

07/12/2017

Senado aprova operação de crédito do Paraná com o BID

O Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (06) a operação de crédito entre o Governo do Paraná e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). É a última fase para que o contrato entre as partes seja assinado. O Estado vai captar aproximadamente R$ 764 milhões (US$ 235 milhões) da instituição internacional.

O valor do financiamento será aplicado em obras do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, que terá investimento total de cerca de R$ 1,4 bilhão, sendo R$ 650 milhões (US$ 200 milhões) em contrapartidas do Tesouro do Estado. “Foram quase três anos de muito trabalho para vencer todas as etapas para viabilizar o financiamento. É um valor fundamental para a modernização do sistema de transportes do Paraná”, comentou o governador Beto Richa.

O pedido de empréstimo chegou ao Senado após receber aval da presidência da República, na última segunda-feira, e foi aprovado em regime de urgência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Antes disso, havia passado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Do valor total do programa, 85% serão destinados para obras civis, principalmente em estradas. Isso representa a contratação de R$ 1,2 bilhão, em valor aproximado, para novas construções rodoviárias. O restante dos recursos estão reservados para o plano rodoviário do Estado, para estudos e projetos de engenharia, planos aeroviários regionais e centros logísticos, além de desapropriações de áreas para a realização de obras.

NOVAS ESTRADAS - Um dos grandes objetivos do programa é ligar cidades que ainda não têm acesso asfaltado à malha rodoviária do Estado. É o caso de Coronel Domingos Soares, no Sudoeste do Paraná. A PR-912, que chega ao município, será pavimentada a partir do entroncamento com a PR-449, em Palmas. A estimativa de investimento na obra de 28 quilômetros é de R$ 74 milhões.

Mato Rico, no Centro do Estado, também não tem acesso por estrada asfaltada e é outro município beneficiado pelo financiamento internacional. O investimento previsto é de R$ 130 milhões para pavimentar o trecho da PR-239, até Pitanga, na mesma região. O trecho de terra tem aproximadamente 43 quilômetros.

Também está incluído no programa a pavimentação da PR-364, entre Irati e São Mateus do Sul. A obra de 47,7 quilômetros está orçada em R$ 140 milhões. “A pavimentação desse trecho é esperada há muito tempo pela população dos dois municípios e de toda região e, finalmente, estamos assegurando os recursos necessários para o asfalto”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

Outros dois trechos de estradas estaduais também ganharão asfalto: a PR-691, entre Porto Rico e Porto São José - conhecida como Estrada Beira Rio -, na região Noroeste do Estado, e a PR-090, no Campos Gerais, para facilitar o acesso ao Contorno de Castro.

RMC – Entre os investimentos previstos está a ampliação da capacidade da Rodovia da Uva, entre Curitiba e Colombo, com a construção de três faixas em cada sentido, em um trajeto de 3,8 quilômetros. Passam atualmente pela rodovia mais de 22 mil veículos por dia, sendo quase 4 mil caminhões. Outra obra importante prevista no programa, também na região da capital, é a melhoria da PR-092, entre Curitiba e Almirante Tamandaré.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.