Certificado Digital

Transparência

Serviços

Notícias

11/10/2017

Projeto de educação fiscal leva engajamento social às salas de aula do interior

A curiosidade de estudantes sobre o patrimônio cultural da cidade de Pérola, município da região Noroeste do Paraná, foi o ponto de partida para um projeto de educação fiscal que transformou a grade curricular tradicional da cidade e uniu alunos, servidores e a população em uma ação de engajamento social que rompeu fronteiras e já conquistou reconhecimento em outros estados do país.

A ação teve início em 2009, quando estudantes do Colégio Estadual Nestor Victor realizaram um trabalho escolar a pedido da professora Deolinda Cornicelli Buosi, que havia acabado de realizar um curso online para disseminação da educação fiscal, oferecido pela Escola Fazendária do Paraná (Efaz)) e a Secretaria de Estado da Educação.

Durante a tarefa, os jovens buscaram informações sobre quais verbas eram destinadas à arte e cultura e onde esses recursos estavam sendo aplicados. Com a conclusão da pesquisa, os alunos foram até a Câmara de Vereadores e apresentaram sugestões de projetos artísticos e melhorias na aplicação dos recursos.

Desde então, milhares de alunos já passaram por essa formação e se envolveram em diversas atividades sobre o tema, como exposições artísticas, peças de teatro, trabalhos de conscientização com a comunidade, etc.

“Desenvolver conteúdo de educação fiscal é muito mais do que trabalhar a cidadania. Você trabalha humanização. Com esse material, os alunos conseguem compreender que não temos apenas direito e, sim, deveres. Eles acham que serviço público é de graça, porém, é o povo mesmo que paga, por meio dos tributos recolhidos. Eles precisam compreender isso para valorizar”, diz a professora. “A escola é o lugar ideal para se transmitir esse tipo de conteúdo para a formação desse cidadão consciente”, conclui.

RECONHECIMENTO - Em 2013, o projeto conquistou o primeiro lugar no Prêmio Nacional de Educação Fiscal, em Brasília, no valor de R$ 15 mil, dinheiro que foi utilizado para a construção de um palco na escola, além de financiar uma viagem interdisciplinar para Curitiba, onde os estudantes puderam conhecer obras artísticas nos espaços públicos da capital.

Este ano o colégio também recebeu um ônibus da Receita Federal para que o trabalho desenvolvido na escola fosse divulgado em outras regiões, bairros e unidades educacionais. “Diante do engajamento social, da ação solidária e da atividade artística, foi possível desenvolver e discutir temas importantes para a formação cidadã”, diz Deolinda.

CADERNO TEMÁTICO - Com o objetivo de ampliar a ação do projeto, foi criado um caderno temático para ser distribuído gratuitamente nas escolas públicas do Paraná. A ação teve apoio da Efaz e do sindicato dos auditores fiscais do Estado. “A ideia foi produzir um material para professores e um caderno pedagógico com atividades práticas e teóricas sobre educação fiscal.”

O conteúdo, destinado a professores, estimula o engajamento social fiscal e destaca valores essenciais para o exercício da cidadania. “Nesse material eu destaco as experiências pedagógicas do projeto e reforço que o conteúdo de educação fiscal pode ser inserido naturalmente na grade curricular, sem que seja necessário mudar o conteúdo acadêmico”, diz a professora.

A educadora e cerca de 40 alunos do Colégio Estadual Nestor Victor foram convidados para participar da 23ª cerimônia de premiação do Programa Nota Paraná, que acontece nesta quarta-feira (18), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.