Certificado Digital

Transparência

Serviços

Notícias em Destaque

24/03/2017

Instituição que atende 390 crianças em Carambeí ganha R$ 50 mil do Programa Nota Paraná

A Associação de Assistência Social Evangélica de Carambeí (Campos Gerais), que atende 390 crianças e adolescentes de zero a 15 anos de idade, ganhou R$ 50 mil no 16° sorteio do Programa Nota Paraná. O prêmio foi entregue pelo secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, nesta sexta-feira (24), em Curitiba.

Os outros dois prêmios principais ficaram com dois estudantes universitários de Curitiba. Gabriel Ligmanovski Ferreira, de 23 anos, que cursa Administração na UTFPR, ganhou R$ 30 mil, e Gustavo Henrique Nieland Muller, de 19 anos, estudante de Engenharia, ficou com R$ 20 mil.

Criado pelo Governo do Estado, o programa, além de devolver parte do imposto pago pelos contribuintes nas compras no varejo, todos os meses conta com sorteios de 250 mil prêmios em dinheiro.

“O Nota Paraná é um modelo de ganha-ganha. Ganha a população, com a redução da carga tributária individual; o comerciante, que reduz a concorrência desleal e, por último, ganha o Estado, que arrecada mais e pode atender melhor as demandas dos cidadãos em áreas como saúde, educação, assistência social” disse Costa.

De acordo com ele, especialmente em um momento de crise, com 13 milhões de pessoas desempregadas no País, há necessidade de expansão dos serviços públicos e o programa tem papel fundamental no esforço de aumentar a arrecadação. “O Nota Paraná conseguiu reduzir a sonegação fiscal em 16%”, afirmou.

BOA HORA - Para o presidente da Associação de Assistência Social Evangélica de Carambeí (AASEC), Richard Franke Dijkstra, os R$ 50 mil sorteados vieram em boa hora. “Temos muitas demandas e muito projetos. É um recurso extra que vai ajudar em muito a instituição a fazer seu trabalho”, afirmou. A entidade está prestes a completar 40 anos. Das 390 crianças e adolescentes atendidos, 160 são de situação de vulnerabilidade social, de acordo com Dijkstra.

Fundada por igrejas evangélicas de Carambeí, a AASEC mantém a Creche Betel, que atende 230 crianças de zero a cinco anos, e a Esco-Lar, que conta com 160 crianças e adolescentes de seis a 15 anos.

Dijkstra lembra que contou com um trabalho forte de voluntários para angariar notas para a entidade. Caixas de papelão com foto de uma criança pedindo o depósito do documento fiscal foram espalhadas pelo comércio de Carambeí, município de 22 mil habitantes. Desde o início do programa, a entidade já havia recebido R$ 9,6 mil em crédito, que foram aplicados no custeio da organização.

INCENTIVADO - Ganhador de R$ 30 mil, Gabriel Ligmanovski Ferreira, de 23 anos, que cursa Administração na UTFPR, conta que foi incentivado pelo pai a pedir CPF na nota. As compras feitas com o dinheiro ganho no estágio garantiram o cupom premiado.

“Foi uma surpresa. Fui avisado no sábado pela manhã e levei um tempo para absorver a ideia. Chamei meu pai e disse que precisava conversar sobre um assunto. Meu pai levou um susto e pensou que ia ser avô”, brinca o estudante, que diz que pretende aplicar os R$ 30 mil ganhos para ter um “pé de meia” quando sair da universidade.

Os R$ 20 mil que o estudante de engenharia da produção Gustavo Henrique Nieland Muller, de 19 anos, ganhou no sorteio também já têm destino. “Primeiro vou pagar um rodízio de pizza para a família, depois uma rodada de cerveja para os amigos. Depois vou doar uma parte para uma instituição social e aplicar outra”, diz ele, que tinha R$ 415 em compras no mês e nove cupons de sorteio.

SOCIAIS - O Governo do Paraná já disponibilizou R$ 450 milhões em créditos e prêmios em sorteios aos participantes do programa de cidadania fiscal Nota Paraná. “Desse valor, cerca de R$ 17 milhões foram para instituições cadastradas”, diz o secretário da Fazenda.

O valor foi creditado a consumidores que pediram CPF em notas de compra no varejo e a instituições sem fins lucrativos que receberam doações de documentos fiscais.

Até agora, as instituições cadastradas já receberam R$ 13,8 milhões em créditos e R$ 2,8 milhões em prêmios de sorteio. Mas foi a primeira vez que uma instituição ganhou o principal prêmio do mês – em janeiro, o Lar do Menor Siqueirense, de Siqueira Campos, no Norte Pioneiro, ganhou o segundo maior prêmio, no valor de R$ 30 mil.

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.