Certificado Digital

Transparência

Serviços

Notícias

17/02/2017

Aplicativo Menor Preço ganha funções que facilitam a pesquisa de produtos em listas de compras

Três meses depois de lançar o aplicativo Menor Preço Nota Paraná, que faz pesquisa de preços para o consumidor com base nas notas fiscais emitidas no Estado, o Governo do Paraná apresenta uma versão que traz mais funcionalidades. São três novidades principais. A primeira delas é a possibilidade de se pesquisar preços também em cidades do Paraná onde não se está, alterando a localização para qualquer região do Estado. A segunda é a possibilidade de pesquisar uma mesma lista de produtos em diversos estabelecimentos e a terceira é a capacidade de selecionar até três estabelecimentos favoritos. A partir de agora também é possível filtrar preços por valor mínimo e máximo, distância e data da venda. A nova versão já está disponível nas plataformas iOS e Android. 

“Com a nova versão, você pode, por exemplo, pesquisar o preço do combustível praticado em qualquer cidade do Estado, mesmo não estando nela. Se você está em Curitiba e vai viajar para o Litoral, por exemplo, é possível saber quanto custa um determinado produto em Guaratuba”, explica Marcelo Hummelgen, gerente de desenvolvimento de sistemas da Celepar, responsável pela elaboração do aplicativo junto da Secretaria da Fazenda.

“O Menor Preço vai ajudar bastante na redução do custo de vida do paranaense. É um programa inédito no mundo em que as notas fiscais são registradas online, ou seja, você tem acesso a preços que foram praticados minutos atrás”, diz o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa. De acordo com ele, por permitir a comparação de preços, o aplicativo vai estimular mais competição entre os estabelecimentos e, com isso, promover a redução de preços. “Já estamos até preocupados com a arrecadação, porque a redução de preços vai diminuir a quantidade de impostos. Mas acreditamos que com a economia voltando a crescer vamos recuperar isso”, brincou o secretário. 

O diretor geral da Secretaria da Fazenda, George Tormin, apresentou as novidades do aplicativo e contou que, até agora, ele já foi baixado por 188 mil usuários e cerca de 8,5 milhões de pesquisas foram realizadas. O aplicativo oferece a possibilidade de pesquisa de aproximadamente 10 milhões de preços de produtos, que são atualizados semanalmente por mais de 60 mil estabelecimentos varejistas no Estado. A plataforma utiliza como base informações de cerca de quatro milhões de notas fiscais eletrônicas emitidas todos os dias no Estado (em dezembro, em um único dia foram emitidas seis milhões de notas). 

COMO FUNCIONA - O aplicativo possibilita ao consumidor consultar o preço de produtos por meio do código de barras ou o nome do item. Na nova versão, é possível informar a quantidade desejada de cada produto e o Menor Preço calcula o valor total da lista.

Desenvolvido em parceria entre a Celepar e a Secretaria da Fazenda, o aplicativo é fácil de usar e permite ao usuário usar o leitor de código de barras, integrado a ele, para encontrar o preço do produto que deseja. Se não houver código de barras, basta digitar o nome ou a marca do produto para fazer a pesquisa. Não é necessário ser cadastrado no Nota Paraná para usar o aplicativo. 

O Menor Preço deve trazer mais novidades nos próximos meses, com as funções de alerta e histórico de preço, uma versão para desktop e ainda trazer links para integração a sites de e-commerce, permitindo que o usuário possa pesquisar o menor preço e, se quiser, já executar a compra.

Arquivo anexado:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.